22 de março de 2012

Eu bloqueio, tu obstruis, ele queixa-se, nós questionamos,eles julgam


No final do Benfica/Porto de ontem, Vítor Pereira queixou-se dos bloqueios que o Benfica faz nos lances ofensivos de bola parada, afirmando que não se trata de bloqueios mas sim de obstruções.
Uma vez que o assunto continua na berlinda, com jogadores que foram treinados por Jorge Jesus a afirmarem que o actual treinador do Benfica é obssesivo a treinar estes lances, não será má ideia perceber exactamente no que consistem esses movimentos.
Como bem afirmou Jorge Jesus, o bloqueio é uma situação de jogo que é típica do basquetebol, sendo um dos movimentos ofensivos mais utilizados pela maior parte das equipas, o qual, quando bem utilizado, é uma combinação ofensiva que levanta ao adversário grandes problemas defensivos.
Trata-se, basicamente, de impedir, legalmente, que o adversário consiga chegar ao colega que tem/transporta a bola.
Já no futebol, há lugar a obstrução quando um jogador impede um adversário de se colocar, de correr ou de alcançar a bola.
Ou seja, ou que no basquetebol é legal, no futebol não o é.
A Lei determina que, não jogando a bola, correndo entre o adversário e a bola, ou interpondo o seu corpo de maneira a constituir obstáculo para o adversário, será penalizado o jogador que assim proceda com um livre indirecto no local onde a falta foi cometida.
Tem então que se fazer a verdadeira separação entre obstrução natural do jogo e a executada incorrectamente. 
Nos dois casos, não é permitido que o jogador seja impedido de disputar a jogada normalmente.
Para ser punida a obstrução, deve-se verificar se a vontade do jogador obstruir é nítida e agressiva e assegurar que se produza fora da acção do jogo ou quando o jogador não tenta jogar a bola.
Ou seja, há obstrução quando o jogador não se preocupa em jogar a bola, apenas procura impedir que o adversário se movimente ou a jogue.
Vítor Pereira falou, no final do jogo de ontem, em bloqueios que são, afinal, verdadeiras obstruções por parte dos jogadores do Benfica.
Fica para os árbitros o odioso de julgar a intencionalidade, a vontade do jogador.
Tarefa algo complicada, convenhamos.
Seja como for, e não sei se foi precisamente essa a vontade, a intenção de Vítor Pereira com esta declarações, os lances de bola parada do Benfica, sobretudo os ofensivos, vão ser agora vistos à lupa.
É bloqueio, ou obstrução?
O juiz decide!
O que é certo é que, com esta celeuma, Vítor Pereira bloqueou (ou obstruiu??) em boa medida os lances ofensivos de bola parada do Benfica.

9 comentários:

  1. Pedro,

    após tanto "bloqueio" fiquei...bloqueado!!! :D

    Acho, também, que Vítor Pereira está bloqueado mentalmente desde o inicio da época, não pelo JJ, pela sua gritante incompetência disfarçada aqui e acolá por vitórias esporádicas e, por vezes, pouco claras.

    Com comentávamos, ontem, aqui estes tipos são uns poetas quando estão de boca fechada!!!

    Abraço, Pedro!

    ResponderEliminar
  2. Ricardo,
    Não sei se foi intencional.
    Mas não tenho dúvidas que, depois de tanta polémica, os lances de bola parada do Benfica vão ser vistos à lupa.

    E é preciso diferenciar bem as coisas - se se trata de bloqueios, é uma qualidade, é competência; se se trata de obstruções, é falta.
    Um mundo de diferença.

    Mas, estamos de acordo - se estivessem caladinhos.....

    Aquele abraço, Ricardo!!

    ResponderEliminar
  3. O pedrinho calado é que é um verdadeiro poeta. Ca ganda cromo!

    ResponderEliminar
  4. Seria de bom tom que os árbitros perguntassem ao eventual infractor qual a intenção com que terá bloqueado/obstrução.

    O jogador seria sincero e ajudava o árbitro na decisão.

    Nota: Foi nesta altura que acordei...

    Abraço (sem bloqueio nem obstrução)

    ResponderEliminar
  5. Depois do que vi ontem no Villareal/Real Madrid, fiquei com a convicção de que os árbitros portugueses são muito honestos.

    ResponderEliminar
  6. Pedro
    Passo para deixar o meu beijinho e uma flor.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo,
    E passou por aqui porquê??!!

    António,
    Mas é isso mesmo que os árbitros são chamados a julgar - intencionalidade da acção.
    Não é fácil?
    Pois não.
    Quem disse que era?

    Carlos,
    Mesmo com borradas daquelas, continuo a não acreditar que o título fuja ao Real Madrid.
    É só em Portugal que há borradas dos árbitros?
    Claro que não!!

    Beijinho, Adélia!

    ResponderEliminar
  8. Deste bloqueio só tenho a dizer.
    O meu Glorioso ganhou!!!
    Fui..

    ResponderEliminar
  9. E ganhou bem, Carlota.
    A questão aqui é outra.
    Vamos ver quais são os reflexos desta discussão no futuro.

    ResponderEliminar