25 de fevereiro de 2011

Benfica e Braga excelentes. Sporting em calvário interminável.


Balanço globalmente positivo o da presença das equipas portuguesas nos dezasseis-avos-de-final da Liga Europa.
Duas vitórias, e duas derrotas, equivalem a ter três equipas na próxima eliminatória.



Primeira nota de grande destaque, pela positiva, para o Benfica.
A equipa de Jorge Jesus finalmente apresentou-se fora de Portugal ao mesmo nível do que tem feito dentro do país.
E venceu categoricamente o Estugarda, na Alemanha, por 2-0.
A primeira vitória da história do Benfica em solo alemão.
Jorge Jesus insiste em deixar a sua marca no Benfica.
A equipa vai numa série de vitórias impressionante (já são 16, Jorge Jesus. Mais do que Jimmy Hagan e Eriksson!!), ganha com tranquilidade, com classe, joga bom futebol, tem grandes jogadores.
E em grande forma.
A mesma equipa que perdeu Di Maria, Ramires, e, mais recentemente, David Luiz, continua envolvida em todas as competições que começou a disputar no início da época.
E com hipóteses de ganhar em todas.
Alguém se lembra qual foi a última época em que tal aconteceu?
Ontem, em Estugarda, o Benfica venceu, convenceu, ganhou o jogo (2-0 com golos de Salvio e Cardozo), passou a eliminatória, ganhou moral.
Tudo numa fase crucial da época.
Seguem-se os franceses do PSG.
Aposto claramente neste Benfica para passar aos quartos-de-final.
Excelente!!



Outro destaque, também pela positiva, para um desconcertante Braga.
Depois de uma série de jogos marcada por um cinzentismo impressionante, e três derrotas consecutivas, a equipa de Domingos recuperou de um resultado complicado (derrota por 1-0 na Polónia) para eliminar o Lech Poznan (2-0).
O jogo ficou resolvido com dois golos antes da meia-hora.
Em vantagem na eliminatória, a jogar na relva, não num batatal cheio de neve, os jogadores do Braga controlaram a bola, o jogo, uma equipa muito débil.
Com alguma dose de sorte, com algum talento.
Sobretudo com muita vontade.
Uma boa exibição, uma excelente vitória, o apuramento, o encontro marcado com o Liverpool.
Braga, e Domingos, merecem.
Afinal, os "guerreiros do Minho" ainda estão vivos.



Destaque, pela negativa, inteirinho para o Sporting.
Concordo com Paulo Sérgio - acontece de tudo a esta equipa do Sporting.
Mas, buscar as razões apenas no factor sorte, é um erro.
Ou melhor, mais um erro.
A juntar a muitos outros.
Reforço o que aqui escrevi na segunda-feira - esta equipa do Sporting, o clube, nunca estiveram tão desarrumados, nunca manifestaram tanta insegurança e falta de tranquilidade.
A jogar com um Galsgow Rangers acessível, fraquinho, os leões foram, mais uma vez, uns gatinhos tontos e amedrontados.
Depois do empate na Escócia, o Sporting entra em Alvalade em vantagem.
Mas o Rangers reverte a situação.
A pressão passa para o lado do Sporting.
Que dá a volta ao resultado.
Djaló marca o 2-1 a 7 minutos do fim a começa a pensar-se já no jogo com o PSV.
Pura ilusão.
Como este Sporting é capaz de tudo, e é uma equipa à qual acontece de tudo, o Rangers marca já em período de descontos e atira os leões para fora da competição.
Resta ao Sporting jogar o que falta da Liga, onde procurará manter o terceiro lugar, jogar a Taça da Liga (vai defrontar o Benfica na meia-final).
E começar a varrer a casa para a próxima época.
Com novo treinador, novos dirigentes, novos jogadores.
E, sobretudo, nova mentalidade.

Resultados:

Estugarda 0-2 Benfica

Sp. Braga 2-0 Lech Poznan

Villarreal 2-1 Nápoles

 Twente 2-2 Rubin Kazan

Ajax 2-0 Anderlecht

Dinamo Kiev 4-0 Besiktas

PSG 0- 0 BATE Borisov

Manchester City 3-0 Aris Salónica

Liverpool 1-0 Sparta Praga

Spartak Moscovo 1-1 Basileia

Sporting 2-2 Glasgow Rangers

Bayer Leverkusen 2-0 Metalist Kharkiv

 Zenit 3-1 Young Boys

PSV Eindhoven 3-1 Lille
F.C. Porto 0-1 Sevilha

CSKA Moscovo 1-1 PAOK

Quadro dos oitavos-de-final da Liga Europa
 (jogos a 9 e 15 de Março):


Benfica-PSG

CSKA Moscovo-F.C. Porto

Liverpool-Sp. Braga

Dínamo Kiev-Man City

Twente-Zenit

PSV-Rangers

Leverkusen-Villarreal

Spartak Moscovo-Ajax

 

3 comentários:

  1. O Benfica (eu sou benfiquista) iniciou a época na Liga dos Campeões tendo sido eliminado e repescado para a Taça UEFA. Uma simples rectificação.

    Cps.

    ResponderEliminar
  2. Não me percebeu bem JL.
    Eu falei em Europa (provas europeias).
    Era a isso que me queria referir.
    O Benfica, até ao jogo de anteontem, nos jogos das provas europeias, era uma equipa muito menos confiante e acutilante do que é em Portugal.
    Em Estugarda, deu esse salto.
    Dou-lhe os parabéns pelo brilhente momento do Benfica(sou portista).
    E espero encontrar o Benfica lá mais para a frente na competição.
    Não tenho dúvidas em afirmar que, neste momento, o Porto e o Benfica estão entre as equipas mais fortes desta edição da Liga Europa.
    Como tal, são naturais candidatos a ganhá-la.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  3. Já me apercebi da frase que causou a confusão, JL - o Benfica ainda está envolvido em todas as competições em que iniciou a época.
    Exprimi-me mal.
    Queria significar que o Benfica ainda pode ganhar tudo a nível interno.
    E uma prova europeia.
    Assim é que está correcto.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar