21 de agosto de 2010

Confucius Say (12)

2 comentários:

  1. Uma vez mais o filosofo dá provas que desconhecia o trabalho dos marceneiros em sua pátria.
    Nem os berços nem as mobilias chinesas usavam pregos, muitos menos parafusos.
    Mas este Confucio, renasceu e viu a modernidade, e deste modo está correcto em sua filosofia.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. O "prego" aqui era outro amigo Cambeta.
    E também não era no pão!!
    Um abraço

    ResponderEliminar