24 de abril de 2010

Grandes portugueses (vivos)

A primeira senhora em destaque neste espaço vem da área do desporto - Rosa Maria Correia dos Santos Mota, nascida no Porto (Foz) a 29 de Junho de 1958.
Já quando estudante no liceu mostrava o seu interesse pelo atletismo e participava em provas de corta-mato com regularidade.
Em 1980 conhece Pedro Pedrosa, o homem que se tornaria seu companheiro e treinador.
Sem que nada o fizesse prever, Rosa Mota ganha a primeira maratona internacional em que participa, em Atenas, Grécia, tornando-se campeã europeia da distância.
A primeira maratona feminina, primeira maratona de Rosa Mota também, tornam-na imediatamente conhecida do grande público.
Com uma capacidade invulgar de vencer nos grandes momentos, e sob pressão, consegue a medalha de bronze na maratona feminina dos Jogos Olímpicos de Los Angeles.
Campeã europeia em 1986, campeã mundial em 1987, campeã olímpica em 1988 em Seul.
Consegue novo feito ao tornar-se a primeira pessoa, homem ou mulher, a sagrar-se tri-campeã europeia da maratona.
Rosa Mota, que sofria de asma e ciática em criança, correu 21 maratonas entre 1982 e 1992, das quais ganhou 14.
Em 1998, em reconhecimento da sua carreira, foi-lhe atribuído o prémio Abebe Bikila pelo seu contributo para a divulgação das corridas de longa distância e foi considerada Embaixadora do Desporto por ocasião da maratona de Nova Iorque.
Em 2004 transportou a chama olímpica pelas ruas de Atenas antes dos Jogos Olimpicos que tiveram aquela cidade como palco.
Uma das grandes figuras (vivas) do desporto.
E portuguesa.
A Rosinha.

Sem comentários:

Enviar um comentário